[Brasília]: Marcha pela Educação deve reunir cerca de 20 mil estudantes na Esplanada

Ainda dá tempo….

A União Nacional dos Estudantes (UNE) promove nesta quarta-feira (31/8) manifestação em Brasília para defender, entre outros pontos, investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na educação, mais assistência estudantil e a melhoria das escolas e de todos os níveis de ensino.

A concentração começa às 9h no Banco Central, com a lavagem simbólica da entrada. Depois, os estudantes seguem em passeata até o Congresso Nacional, onde pretendem se reunir com lideranças partidárias.

A Marcha dos Estudantes deve reunir cerca de 20 mil universitários. Eles também reivindicam 50% do fundo social do pré-sal somente para o setor e a redução imediata dos juros.

A convite da UNE, a presidente da Federação de Estudantes da Universidade do Chile (FECh), Camila Vallejo, participará da manifestação.

Após a marcha, haverá sessão da Comissão de Direitos Humanos da Câmara em solidariedade à luta dos estudantes chilenos. A UNE participará também de uma audiência pública na Comissão de Educação do Senado sobre o Plano Nacional de Educação.

Às 14h, os presidentes da UNE, Daniel Iliescu, e da Federação dos Estudantes do Chile darão entrevista coletiva no hall do Congresso. Eles vão lançar a Jornada Continental de Lutas da Juventude Latino-Americana. Camilla falará também sobre os recentes protestos de estudantes em Santiago, a capital chilena.

Anúncios

[Brasília]: Volta ao mundo de bicicleta – exposição fotográfica

Argus Caruso é um brasileiro que deu a volta ao Mundo num projeto muito legal: Pedalando e Educando.

Está completando 10 anos do início da viagem dele e haverá uma exposição de fotos em Brasília. As fotos são maravilhosas, recomendo a todos de Brasília.
http://www.arguscaruso.com.br/#/2011/08/1294/

[Brasília]: 22 agosto – Silvio Tendler lança documentário sobre agrotóxicos

Silvio Tendler lança documentário sobre agrotóxicos em Brasília

O Comitê do Distrito Federal da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida lança na próxima segunda-feira (22/8), em Brasília, o novo documentário do cineasta Silvio Tendler, O veneno está na mesa.

O filme trata dos riscos do emprego de agrotóxicos na agricultura e como este modelo beneficia as grandes transnacionais do veneno em detrimento da saúde da população (veja sinopse abaixo).

“O mundo está sendo completamente intoxicado por uma indústria absolutamente desnecessária e gananciosa, cujo único objetivo realmente é ganhar dinheiro. Não tem nenhum sentido para a humanidade que justifique isso que está se fazendo com os seres humanos e a própria terra. A partir daí resolvi trabalhar essa questão. É um filme que vai ter desdobramentos, porque eu agora quero trabalhar essas questões”, afirma Tendler.

Depois da exibição gratuita do filme (com duração de 50 minutos), haverá debate com a participação do cineasta.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos

O Comitê do Distrito Federal da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos foi lançado em abril deste ano, por um conjunto de mais de 30 organizações que envolvem movimentos sociais (do campo e da cidade), sindicatos, pastorais, organizações ambientalistas e ligadas a área da saúde, entre outras.

Organizada nacionalmente, a Campanha tem como objetivo denunciar e alertar a sociedade para aos prejuízos causados pelo uso de agrotóxicos e aos mesmo tempo construir iniciativas que possam inclusive do ponto de vista jurídico, construir barreiras ao seu uso.

A Campanha também pretende anunciar para a sociedade as diversas iniciativas já existentes no campo da produção de alimentos saudáveis, proporcionando condições para que a sociedade possa se colocar contra o atual modelo agrícola, que por sua vez não se preocupa com a saúde das pessoas e muito menos com o meio ambiente.

Sinopse

O Brasil é o país que mais consome agrotóxicos no mundo: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública. O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos, que consomem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. A ideia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.

Serviço:

Data: Dia 22/8, às 19h

Local: Museu da República – ao lado da Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília

Entrada franca

Contatos para a imprensa:

(61) 8239 5569
(61) 9684 6534

“O veneno está na mesa” – Vamos divulgar!

A elite agrária responde utilizando atores carismáticos e os meios midiáticos oficiais, nós temos a internet, nossas mãos e nossas vozes.

Assista ao documentário, mostre para os seus, para outros, para sua escola, sua igreja, seu grupo de estudos, seus amigos de trabalho, sua organização…. Enfim difunda-o, discuta-o, faça dele uma forma de indignação a se multiplicar e a abrir os olhos do máximo de pessoas, promova a campanha… Compartilhe!

Segue o link do filme no You Tube, tudo em um mesmo link

[Brasília]: Manifestação pacífica contra Código Florestal em frente ao Congresso acaba em prisão

Jovens reuniram-se ontem (2) em frente ao Congresso Nacional para protestar contra a aprovação do novo Código Florestal e contra a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

Os manifestantes estão acampados em Brasília desde domingo (31) e têm o objetivo de plantar mudas de árvores nativas do cerrado, no gramado em frente ao Congresso.

No domingo, três mudas foram plantadas: uma de Copaíba, uma de Ipê Roxo e outra de Aroeira, mas a Polícia Senado retirou todas. “Isso é um crime previsto em lei e, para cada muda retirada, 30 devem ser replantadas no lugar, ou seja, o Senado nos deve 90 mudas de plantas”, disse o historiador Leandro Cruz, de 28 anos, que participava do manifesto. Às 16h, o grupo reuniu-se, plantou uma das mudas no gramado e, posteriormente, as polícias Federal e Militar foram acionadas.

“No domingo, fomos tratados com violência. A polícia veio e arrancou as mudas e, não satisfeitos, [os policiais] partiram para a agressão”, afirma Augusto André, de 20 anos, do Rio Grande do Sul. Os policiais respeitaram uma espécie de culto que os manifestantes fizeram informalmente em torno da muda plantada, mas, logo depois, os jovens foram levados para a Delegacia do Senado, sob a alegação de que a perfuração do solo em frente ao Congresso era crime ambiental.

“Estamos aqui com plantas e não com armas. Queremos alertar a população que, com a aprovação do novo código, muito sangue será derramado”, ressaltou Leandro. “Temos vídeo com a ação dos policiais, que pode ser visualizado no blog que criamos para o movimento [jardimdaliberdade.wordpress.com]“, acrescenta. A bancada do P-SOL na Câmara dos Deputados se diz favorável ao movimento e ofereceu dois advogados do partido para representar os manifestantes.

Além de protestar contra o Código Florestal, os manifestantes querem manter o diálogo com a sociedade que, pare eles, está mal informada em relação ao projeto. “O novo Código Florestal nos faz ver que esse é um dos maiores escândalos governamentais desde a guerra do Iraque. Isso se não for mais. E a população precisa saber disso, uma vez que essa aprovação irá alterar suas vidas no futuro”, acrescenta Leandro.

Reportagem da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 03/08/2011

Mais informações em http://jardimparaliberdade.wordpress.com

[Brasília]: Bici-entrega da Rodas da Paz

A ONG Rodas da Paz vai lançar, em parceria com o Conjunto Nacional, o serviço de Bici-Entrega em Brasília no dia 2/8 (terça-feira). A bicicleta é um meio de transporte saudável, ágil e não poluente. Cada vez mais, as bicicletas têm sido utilizadas nos grandes centros urbanos. A entrega de encomendas já vem sendo feita por ciclistas em diversas capitais do Brasil e do exterior, evitando os riscos de acidente e a emissão de poluentes e barulho característicos do transporte por moto. Agora, o serviço chega a Brasília.
Na inauguração do serviço de Bici-Entrega, a ONG Rodas da Paz vai entregar kits do shopping Conjunto Nacional a 16 empresas de comunicação. Para realizar o serviço, quatro ciclistas experientes da Rodas da Paz usarão bicicletas preparadas para entrega, com baú próprio e equipamentos de segurança.
Com esse serviço, a ONG Rodas da Paz cumprirá a demanda de entrega e mostrará a viabilidade da Bici-Entrega na capital federal, um serviço 100% ecológico. O shopping Conjunto Nacional inaugurou, em 2009, um bicicletário coberto e gratuito e está apoiando a Rodas da Paz na preparação das bicicletas para o serviço de entrega.

Lançamento da Bici-Entrega em Brasília
Data e horário: 2/8 (terça-feira), 12h30
Local de partida: Shopping Conjunto Nacional

__._,_.___

__,_._,___